Aparelho garante segurança ao idoso que mora sózinho.

reprodução

Muitos idosos apesar de se darem muito bem com filhos, noras, genros, netos não abrem mão de morarem sózinhos. Gostam de manter sua independência, sair com amigos, receber em casa. Mas, os familiares acabam se preocupando com a possibilidade de acontecer um acidente, principalmente quedas, e eles não conseguirem pedir auxílio. Eu mesma    conheço uma pessoa mais velha que caiu, não conseguiu chegar ao telefone e só foi encontrada quando sua filha preocupada por não conseguir falar com ela foi até a casa. Outro escorregou no chuveiro,  lugar muito perigoso e também demorou em ser atendido com consequências bem graves. Mas, para tudo tem solução.

 Existe no mercado o TeleHelp, um serviço exclusivo de atendimento emergencial remoto que garante independência e autonomia aos usuários e fácil acesso a mecanismos de socorro. Um aparelho, com tecnologia de ponta, instalado na casa do cliente, conectado ao telefone e à energia elétrica que garante assistência, com um único toque, da Central de Atendimento TeleHelp 24hs, especializada em prestar socorro nos casos de emergência e que pode ser usado no pulso ou em forma de colar.

Recebendo a ligação, imediatamente, o atendente entra em contato com as pessoas cadastradas pelo cliente. Então quando a chamada é recebida pela Central de Atendimento 24h e os responsáveis são avisados, o usuário recebe a prestação de serviços de maneira rápida e eficiente.  

Uma vez acionado o alarme  as operadoras da Central de Atendimento entram em contato com o usuário para saber o tipo de emergência e, em seguida, avisar pessoas previamente definidas pelo cliente para que o atendam. Quando necessário — previamente avaliado pela equipe de atendimento — ou no caso em que os cadastrados não têm como amparar imediatamente o usuário, a TeleHelp contata os serviços de socorro e resgate, como ambulâncias privadas, SAMU e Corpo de Bombeiros. Assim, o sistema permite que os clientes tenham independência, mas sem abrir mão da segurança e do fácil acesso a mecanismos de ajuda.

Perguntei a José Carlos Vasconcellos, diretor geral da empresa, o que acontece quando cai a energia. Ele afirmou que isso não interefere porque automaticamente começa a funcionar um sistema de bateria, acoplado ao aparelho.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade