Navegação de Posts

Prenúncio de sérios problemas financeiros

Fonte: freedigitalphotos.com

Palestrinos de sangue quente. Não ando frequentando o Palmeiras como frequentava. Passava diversas tardes de sábado discutindo futebol, discutindo futuro do clube e falando de política. Porém as informações sempre acabam chegando de uma maneira ou de outra. Podem escrever que são as piores possíveis, principalmente quando falamos da parte financeira.

Coincidentemente, Walter Munhoz (vice-presidente financeiro) e Jorge Vacarini (diretor financeiro), pediram “demissão” dos cargos. A justificativa foi que a quantidade de trabalho no clube não estava permitindo um bom desempenho na vida profissional de ambos, com um absurdo acúmulo de afazeres. Mas quem está dentro do clube sabe que de fato não é isso, e que ambos estão muito bem de vida em todos os aspectos.

Eles perceberam que alguns problemas vão surgir em um espaço curto de tempo. O Palmeiras fez péssimas negociações e acabou dispensando grande parte dos atletas que contratou, gerando um rombo financeiro bem estrondoso. E agora Tirone deve trazer apenas reforços modestos para as posições mais carentes. Ou seja, sem dúvida não teremos uma equipe competitiva para o segundo semestre.

Outra frente confirma que ambos receberam instruções do ex-presidente Mustafá Contursi para abandonar o barco e deixar Tirone em situação difícil. As eleições, em janeiro próximo, já começam a tomar forma dentro do clube. A briga política e os objetivos pessoais vão começar a se acirrar e brevemente teremos informações de alianças absurdas, passando por cima de tudo e de todos. Afinal, no Palmeiras o que vale é somente o poder, independente se tem capacidade ou não.

Enquanto isso, o Santos conquista mais um campeonato paulista e possivelmente deverá levar o bi da Libertadores. Quando será que isso vai acabar!?

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • http://twitter.com/ManinhoMV Antonio Simplicio

    Thiago, infelizmente é isto que vemos do nosso amado Palestra, parece que existe um câncer enraizado e que esta matando aos poucos o clube e seus fanáticos torcedores. Enquanto não mudar a corja que detêm o poder, muito pouco poderemos fazer ao nostro amado clube.

    Maninho