A dupla respondeu às perguntas dos fãs e deu um show de bom humor e simpatia

Por Luciana Perussi Caczan – direto da CCXP 2016

O auditório Ultra no mezanino do São Paulo Expo, onde rolou o terceiro dia da CCXP 2016, ficou lotado de fãs que vieram participar de uma Q&A (perguntas e respostas) com Jim Michaels, produtor executivo da série Supernatural, e o ator Mark Pellegrino, que interpretou ninguém menos que Lúcifer.

Depois de 12 temporadas no ar, os irmãos Winchester, interpretados por Jensen Ackles e Jared Padalecki, continuam aprontando poucas e boas as voltas com anjos e demônios.

Em uma dessas aventuras, os irmãos encararam Nick (Mark Pellegrino), que era o corpo que Lúcifer habitava. Após 13 episódios ao longo dos anos, Mark Pellegrino deixou a série em abril deste ano, para a tristeza dos fãs.

supernatural-5x22-swan-song-mark-pellegrino-16819196-1280-720

Uma dupla e tanto

O auditório estava escuro, a expectativa era grande. Uma voz rouca começou a falar e logo a galera reagiu: era Mark Pellegrino dizendo que sua voz era, na verdade, uma mensagem gravada e que, por causa da noitada brasileira, ele não estaria presente.

Após tentar – sem sucesso – convencer a plateia que não estava lá, Mark apresentou Jim Michaels, que entrou no palco carregando uma bandeira do Brasil. A resposta do público foi emocionante: gritos e aplausos em pé tomaram o auditório Ultra.

Logo em seguida, em uma brincadeira que só quem é fã da série entende, Jim desenhou no chão, mais especificamente no espaço entre as duas poltronas, uma linha de sal grosso, em referência a Lúcifer.

Após se autoapresentar, Mark finalmente apareceu e começou a brincar com a linha de sal grosso, arrancando gargalhadas da plateia.

Perguntas e respostas

Como era esperado, a primeira coisa que Jim Michaels perguntou para os fãs brasileiros foi se eles queriam Lúcifer de volta em Supernatural, e ouviu um sonoro SIM como resposta! Uma fã, arriscando no inglês, gritou lá do fundo do auditório:

“You are the only Lucifer” (Você é o único Lúcifer) e foi ovacionada!

Outra fã perguntou a Jim Michaels se depois de 12 temporadas, há alguma coisa que ele não fez, mas gostaria de fazer em Supernatural:

“Há várias coisas que eu gostaria de fazer. Já conversamos a respeito de uma animação, um desenho, talvez. Gostaria, também, de levar a série para viajar, gravar em outros países, por exemplo, começar em Vancouver [onde a série é gravada], passar por todo os EUA, gravar na Europa, vir até o Brasil, na floresta amazônica, e até em São Paulo”, contou Michaels.

Depois foi a vez de Mark Pellegrino responder qual personagem ele traria de volta se pudesse fazer isso. Imediatamente um coro gritando “Charlie” (Charlene Bradbury, personagem de Felicia Day) se manifestou e fez com que o ator ficasse surpreso. Mesmo assim, Mark respondeu quem NÃO traria de volta: Bobby (personagem de Jim Beaver).

Só há lugar para um Lúcifer no inferno

As comparações entre Lúcifer e Crowley (personagem de Mark Sheppard) foram inevitáveis. Pellegrino foi muito assertivo em dizer que, embora Crowley fosse mal, só há um Lúcifer na série. Mesmo não interpretando mais o personagem, tanto o ator como o produtor garantiram que os fãs terão surpresas com o Rei das Trevas.

Mark Pellegrino terminou sua participação do dia respondendo qual ele achava que seria o final perfeito para Lúcifer:

“Não há final para Supernatural, não posso pensar em um fim, porque isso me deixa triste…”

Mark já é um velho conhecido do mundo geek. O ator tem histórico em interpretar vilões e, em 2010, foi o misterioso Jacob de Lost, que até hoje intriga os fãs.

c1main-jacob-lost

E você, fã de Supernatural? Como acha que seria um fim perfeito para Lúcifer? Conte para a gente nos comentários.

Último Tango em Paris teve cena de abuso sexual real 3 % renovada para segunda temporada na Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *