Falamos aqui no blog sobre os métodos controversos de se filmar de Alfred Hitchcock . Agora voltamos ao assunto, para discutir uma das cenas mais polêmicas da história do cinema:

A Elle recuperou um trecho de uma entrevista de 2013, concedida à um programa da TV holandesa, na qual o cineasta italiano Bernardo Bertolucci admite que parte da cena de estupro do filme Último Tango em Paris não foi consensual. Ele conta que a ideia de se usar a manteiga como lubrificante foi uma ideia que surgiu entre ele e Marlon Brando, e que em nenhum momento eles avisaram a atriz Maria Schneider, então com 19 anos.

MAIS UMA VEZ MUITO CLARO:  NÃO PRECISAMOS DE PENETRAÇÃO, NEM DE PÊNIS PARA QUALIFICARMOS ABUSO. 

Nesta outra entrevista, Bertolucci também admite que quando Maria Schneider morreu, ele ficou chateado de não ter a oportunidade de pedir desculpas pelo acontecido, de dizer que ela tinha razão de se sentir incomodada. Mas mesmo assim, como na entrevista anterior, diz que não se arrepende, pois o resultado do filme foi bom. Bertolucci argumenta que optou por se alar sobre o pano da cena porque:

“Queria sua reação como uma garota , não como atriz. Acho que ela odiou a mim e Marlon por causa do que fizemos”

Em 2007, Maria Schneider chegou a falar sobre a cena, dizendo que se sentiu humilhada e violentada por Bertolucci e Brando. Trechos das declarações ao Daily Mail:

“They only told me about it before we had to film the scene and I was so angry. I should have called my agent or had my lawyer come to the set because you can’t force someone to do something that isn’t in the script, but at the time, I didn’t know that.

Marlon said to me: ‘Maria, don’t worry, it’s just a movie,’ but during the scene, even though what Marlon was doing wasn’t real, I was crying real tears.

I felt humiliated and to be honest, I felt a little raped, both by Marlon and by Bertolucci. After the scene, Marlon didn’t console me or apologise. Thankfully, there was just one take. Many believed that the sex scenes between Brando and Schneider were for real, but she insists: “Not at all. There was no attraction between us. For me, he was more like a father figure and I a daughter.”

Leia mais: http://www.dailymail.co.uk/tvshowbiz/article-469646/I-felt-raped-Brando.html#ixzz4RxaYNUHx

A atriz nunca mais gravou cenas de nudez após Último Tango em Paris, e teve problemas com drogas e depressão. Maria morreu em 2011.

Diversas personalidades de Hollywood se manifestaram sobre o assunto:

Direto do Sofá: Muito mistério com 3% e emoção com Gilmore Girls Mark Pellegrino e Jim Michaels em um bate-papo com fãs brasileiros sobre Supernatural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *