Por que a Premier League está imperdível nessa temporada

Felipe Altarugio   15/08/2016   Comentários desativados em Por que a Premier League está imperdível nessa temporada

No último sábado, começou a Premier League, o campeonato inglês de futebol. Nessa temporada, a liga está ainda mais forte, mais rica e com mais astros. Listamos aqui algumas razões que vão fazer da Premier League o campeonato de futebol mais acompanhado do planeta:

Os novos astros

guardiola

Guardiola e Mourinho treinarão equipes da mesma cidade pela primeira vez

Se já tinha muitos craques, a Premier League elevou o status de astros no campeonato nessa temporada. O Manchester City trouxe Pep Guardiola e o United pegou José Mourinho, demitido do Chelsea na última temporada. Pela primeira vez, os técnicos que desenvolveram uma rivalidade grande quando treinavam Barcelona e Real Madrid estarão comandando equipes de uma mesma cidade.

O United ainda trouxe o craque da Juventus nas últimas temporadas, o francês Paul Pogba; além da estrela Zlatan Ibrahimovic, atacante sueco que estava no Paris Saint-Germain.

Times grandes muito fortes

O United investiu pesado: trouxe Ibra (que já marcou gol na estreia), Pogba, Mkhitaryan e Bailly, que se juntam ao time que já tinha De Gea, Rooney, Mata e outros. Para comandar esse elenco, ninguém melhor que o superstar José Mourinho, que assume os Red Devils nessa temporada.

Aos 34 anos, Ibra é um dos grandes reforços do United

Aos 34 anos, Ibra é um dos grandes reforços do United

Na mesma cidade, o Manchester City tenta dar um passo no seu megalomaníaco plano de crescimento na Europa. Para isso, trouxe ninguém menos que Pep Guardiola para comandar o time. Contratou também Nolito, Gundogan e Sané, além de Gabriel Jesus, que se junta ao elenco em janeiro.

O Liverpol tem como grande trunfo Jürgen Klopp. O alemão assumiu o time no meio da temporada passada após a demissão de Brendan Rodgers e mudou a cara do time. Dessa vez, Klopp tem a possibilidade de montar o elenco e trabalhar o time desde o começo do campeonato. Contratou Wijnaldum e Mané, destaques do Newcastle e no Southampton, respectivamente, em 2015/2016.

Klopp chegou no meio da temporada 2015/2016 e agora começa o campeonato no Liverpool

Klopp chegou no meio da temporada 2015/2016 e agora começa o campeonato no Liverpool

O Chelsea, decepção na última temporada, trouxe o treinador Antonio Conte, ex-Juventus e Seleção da Itália. O time continua forte: Cortouis, Fábregas, Willian, Hazard e Diego Costa seguem. Kanté, campeão com o Leicester em 2015/2016 e jogador da França na Euro, chegou para reforçar o meio-campo.

O Arsenal, que está entre os quatro melhores em praticamente todas as últimas edições da Premier League, manteve a base e o treinador Arsène Wenger. Gunners não são campeões desde a temporada 2003/2004, mas sempre terminam bem colocados e figuram entre os primeiros. Ainda tem os destaques de Petr Cech, Aléxis Sánchez e Özil. Time cascudo.

Outros times são competitivos

O time do Leicester era cotado para não ser rebaixado e foi campeão na última temporada. A base foi mantida e o time, que vai disputar a Champions League pela primeira vez em sua história nesse ano, só perdeu Kanté (que foi para o Chelsea) do time titular. Vardy, Mahrez, Drinkwater e companhia seguem nos Foxes junto com o treinador Claudio Ranieri.

O inacreditável Leicester de Vardy abalou as estruturas da Premier League

O inacreditável Leicester de Vardy abalou as estruturas da Premier League

Talvez o Leicester seja um fenômeno de uma temporada e não tenha chances de lutar pelo bicampeonato – inclusive perdeu para o Hull City na estreia. Independente disso, o título dos azarões despertou os grandes, que montaram verdadeiros esquadrões para a temporada. Ao mesmo tempo, mostrou aos “pequenos” que é possível chegar lá.

Se não brigar por título, os outros times prometem pelo menos atrapalhar o caminho dos grandes candidatos. O Tottenham, de Harry Kane, Erikesen, Lamela, Delle Ali e companhia, também fez ótima campanha na última temporada, vai jogar a Champions e manteve o time e o treinador Mauricio Pochettino.

O West Ham, que também fez boa temporada, manteve os destaques Antonio e Payet, e trouxe Calleri, ex-São Paulo; Feghouli, Ayew e Nordtveit. O Everton anunciou Bolasie e Ashley Williams. O Middlesbrough, recém-promovido da segunda divisão, trouxe Gastón Ramírez, Negredo, Valdés e Barragan. O Crystal Palace, que já tinha Cabaye, se reforçou com Mandanda, Townsend e Tomkins.

Artilheiro da Libertadores no São Paulo, Calleri vai jogar a Premier League pelo West Ham

Artilheiro da Libertadores no São Paulo, Calleri vai jogar a Premier League pelo West Ham

Ou seja, perder pontos pra esses times não deve ser nada raro nessa temporada na Premier League.

Endinheirados

A partir desta temporada, começa a valer o novo contrato de transmissão da Premier League, fechado em fevereiro deste ano. Agora, os clubes receberão 5 bilhões de libras, apenas por direitos de transmissão televisiva.

Na Inglaterra, a verba é dividida entre os times da seguinte maneira: 50% desses 5 bilhões serão divididos igualmente entre os times. 25% serão distribuídos de acordo com a classificação ao final do campeonato, e os últimos 25% serão distribuídos de acordo com a audiência gerada por cada time.

Dessa forma, o lanterna da Premier League vai receber, pelo menos, 99 milhões de libras. Isso dá mais ou menos 435 milhões de reais. Para se ter uma ideia, o Palmeiras, que foi o time brasileiro que mais arrecadou na última temporada, recebeu 322 milhões de reais, considerando todas as fontes de receita (patrocínio, bilheteria, vendas de jogadores, televisão, etc), segundo dados da revista ExameSó com a verba da TV, o lanterna do inglês vai receber mais que o clube brasileiro de maior receita na temporada. É outra realidade, não é?

Brasileiros

O brasileiro de grande destaque na Premier League é Philippe Coutinho. O camisa 10 do Liverpool vem crescendo a cada temporada em Anfield e já marcou dois gols na estreia contra o Arsenal, no domingo. Um deles foi essa pintura, de falta:

tumblr_obxec46cO91vthlfbo1_500

Além de Coutinho, poderemos  ver Willian, que fez uma ótima temporada pelo Chelsea em 2015/2016. Fernandinho pode crescer muito com Guardiola no Manchester City.

Ah, e tem também o Jesus, a partir de janeiro, jogando no City.

Gabriel Jesus vai jogar no time de Guardiola

Gabriel Jesus vai jogar no time de Guardiola

Ou seja: não dá pra não ver essa temporada da Premier League.

Comentários

comentários