Um jogo pra ficar na história

Felipe Altarugio   20/06/2016   Comentários desativados em Um jogo pra ficar na história

Quem chamou os amigos em casa e pediu uma pizza para assistir ao jogo final da NBA não se arrependeu. Pelo menos, não por causa do jogo. Poderia ter um textão falando muita coisa (e vai ter), mas antes, o lance da partida, da temporada, dos últimos anos:

Também vou colocar um gif porque sim:

lebron james block iguodala nba finals 2016

Isso posto, vamos falar da decisão.

Nunca na história uma vantagem de 3 a 1 na final da NBA havia sido revertida. 28 vezes um time abriu 3 a 1, e 28 vezes esse mesmo time havia ganhado.

A cidade de Cleveland não vencia um título desde a década de 1970. Já haviam perdido para os mesmos Warriors no ano passado. Apenas em 3 das 18 vezes em que a final chegou ao sétimo jogo, o time que decidiu fora de casa havia sido campeão.

Ou seja, o retrospecto não jogava a favor dos Cavaliers. LeBron teve que compensar isso.

O jogo foi equilibrado desde o começo, com muita alternância na vantagem do placar. Nenhum jogador – à exceção, talvez, de Draymond Green, dos Warriorr, em noite inspiradíssima – fez uma partida excelente do início ao fim. O mesmo J.R. Smith que emplacou uma sequência de bolas de três entregou pontos ao Golden State depois. O mesmo Kyrie Irving que teve atuação apagada no primeiro tempo jogou muito na volta do intervalo.

kyrie irving cleveland cavaliers nba finals 2016kyrie irving cleveland cavaliers nba finals 2016 2

O próprio LeBron James não estava numa noite brilhante tecnicamente. Mas ele compensou isso com uma determinação fora do comum. Era visível a vontade do Rei em ser campeão pela cidade com a qual é mais identificado.

Por isso, faltando 1 minuto e 50 segundos para o fim do último quarto, LeBron voou e deu um dos mais espetaculares tocos das finais. O placar estava empatado em 89 a 89. Era pra ser 91 a 89 para os Warriors. Iguodala já havia passado por Smith e certamente já contava com os dois pontos. Só não contava com a aparição de LeBron James, que bloqueou.

Um minuto depois,  Kyrie Irving fez de três e colocou os Cavs em vantagem, definitivamente. LeBron – tinha que ser – ainda marcou o último ponto na vitória por 93 a 89. Título e emoção merecidos para o Rei de Cleveland.

lebron james chorando nba finais 2016

Comentários

comentários