[GUIA DA NFL 2016] NFC – Divisão Norte

Felipe Altarugio   30/08/2016   Comentários desativados em [GUIA DA NFL 2016] NFC – Divisão Norte
Bridgewater (esquerda) e Rodgers (direita): os quarterbacks de Vikings e Packers, times mais fortes da divisão em 2016

Bridgewater (esquerda) e Rodgers (direita): os quarterbacks de Vikings e Packers, times mais fortes da divisão em 2016

Seguindo com o Guia da Temporada 2016 da NFL, vamos analisar os times da Divisão Norte da NFC – Chicago Bears, Detroit Lions, Green Bay Packers e Minnesota Vikings – e, claro, dar os palpites sobre quem deve avançar aos playoffs.

Quem ainda não conferiu pode ver aqui no blog os guias das divisões Norte, Sul, Leste e Oeste da AFC; e também da Divisão Leste da NFC.

Palpite: depois de perder a hegemonia em 2015, Green Bay volta a conquistar a divisão nesse ano. Minnesota é candidato sério a uma vaga como Wild Card na conferência. Chicago e Detroit ficam mais uma vez longe dos playoffs.

packers

Green Bay ainda é Green Bay e ainda tem Aaron Rodgers, mesmo depois de uma temporada abaixo da média em 2015. Devem brigar pelo título da Divisão, ficando um pouco à frente do bom time do Minnesota Vikings.

Aliás, na equilibrada briga com Minnesota, a tabela pode ser um diferencial. Green Bay tem uma das tabelas consideradas mais fáceis de toda a liga em 2016. O início de temporada vai ser decisivo para definir o futuro dos Packers, assim como no ano passado, quando um começo ruim colocou Green Bay na segunda posição da Divisão Norte.

Se começar bem a temporada, Green Bay tem tudo para assegurar o título da divisão. Mas um número grande de tropeços pode colocar os Packers atrás dos Vikings na corrida pela primeira posição.

aaron rogders qb packers

O veterano ídolo Aaron Rodgers

vikings (2)

De casa nova e embalados com a campanha em 2015, o Minnesota Vikings parece ser o único adversário dos Packers na divisão. Com Chicago e Detroit bem abaixo na briga, Minnesota é sério candidato a estar nos playoffs, seja como campeão da divisão ou como Wild Card.

Mas não será fácil concorrer com Green Bay pelo título da divisão, e há outros times fortes na conferência que podem acirrar a disputa por um lugar entre os Wild Cards da NFC: o Arizona Cardinals, da Divisão Oeste; e Washington Redskins (ou Dallas Cowboys), na Divisão Leste.

Para se classificar, os Vikings apostam no forte sistema defensivo, talvez a melhor defesa da Divisão Norte. Além disso, Teddy Bridgewater se mostra cada vez mais um ótimo quarterback e pode levar o time longe na competição. A briga por vaga nessa divisão promete ser muito forte em 2016.

Bridgewater: o promissor quarterback de Minnesota

Bridgewater: o promissor quarterback de Minnesota

bears

Correndo muito por fora e com poucas chances de avançar (muita coisa teria que dar certo, e não está parecendo muito que vai acontecer nesta temporada) estão Bears e Lions.

Chicago parece ser um time que vai brigar para pelo menos ter uma marca positiva (em 2015 terminou com 6-10). Para isso, a aposta segue sendo no veterano quarterback Jay Cutler – cuja performance em 2016 é difícil de prever com as alterações na comissão técnica dos Bears. A defesa, que sofreu 397 pontos no ano passado, ainda parece ser um ponto fraco do time. E o ataque (terminou 2015 com 335 pontos) também não inspira lá muita confiança.

Ao que tudo indica, esse será mais um ano sem os Bears nos playoffs – a última vez que avançaram foi em 2010. Chicago precisaria contar mais com tropeços de Green Bay e Minnesota do que com os próprios esforços para se classificar.

Cutler é uma das referências dos Bears

Cutler é a referência dos Bears

lions

Detroit tem uma baixa importante em 2016: o wide receiver Calvin Johnson, que jogou a carreira inteira pelos Lions (desde o draft 2007) se aposentou no ano passado. Além de perder Johnson, Detroit não empolgou na pré-temporada e parece ter um time abaixo dos concorrentes.

A exemplo dos Bears, os Lions só conseguiriam avançar com um verdadeiro milagre, que dependeria mais do fracasso dos outros times do que de seu próprio desempenho para acontecer.

Lions não terão mais Calvin Johnson

Lions não terão mais Calvin Johnson

Comentários

comentários